top of page

Diretor da URBTEC™ fala sobre o futuro da mobilidade urbana em Cascavel


Homem em pé falando no microfone. Ao fundo, projeção com ícones representando os meios de transporte.
Gustavo Taniguchi apresentou a palestra "Expectativas e Possibilidades para a Mobilidade Urbana do Futuro" no evento "Tendências Codesc" | Foto: URBTEC™

Na sexta-feira (16/09), o diretor da URBTEC™, Gustavo Taniguchi, participou do evento “Tendências” realizado pelo Codesc (Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável), em Cascavel. Ele falou das expectativas e possibilidades para a mobilidade urbana do futuro, no contexto do planejamento urbano de Cascavel.


A palestra foi realizada no Auditório Cascavel da Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel) e teve como tema principal os “Desafios do macrozoneamento para Cascavel 2050”.


Em sua abordagem, Taniguchi destacou a importância do planejamento integrado de um sistema de mobilidade eficiente e capaz de atender às necessidades da população.


“O aprendizado nos reforça a ideia de que, seja no passado, no presente ou no futuro, a viagem começa com o primeiro passo, e que antes de qualquer coisa somos todos pedestres”, lembrou.

O diretor apresenta um futuro para Cascavel com grandes potenciais para um sistema de mobilidade capaz de ofertar ainda mais qualidade de vida no espaço urbano e desenvolvimento socioeconômico da região. A presença e a ampliação da Ferroeste pode ser considerada o equipamento promotor de grandes transformações para os negócios e crescimento de Cascavel e municípios da região.


“Um futuro que, na verdade, já começou e é contemplado no Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI), que está sendo desenvolvido para Cascavel em estudo feito na escala metropolitana”, disse o diretor da URBTEC™, empresa responsável pela elaboração do PDUI da Região Metropolitana de Cascavel.


Público sentado em cadeiras assistindo uma palestra. Ao fundo, homem discursa em um palco iluminado.
O tema “Desafios do Macrozoneamento para Cascavel 2050” foi abordado em diferentes perspectivas. | Foto: Codesc


FUTURO A apresentação demonstra que as atuais tecnologias conferem a modernidade e a inovação necessárias aos projetos urbanísticos. Contudo, Taniguchi diz que somente elas não são suficientes para atender objetivos indispensáveis ao sistema, como a segurança e a acessibilidade universal.


Para isso, sugere o planejamento como peça fundamental do sucesso de qualquer plano urbanístico, objetivando soluções que atendam ao interesse comum nos médio e longo prazos. Assim, questiona sobre a Cascavel de 2050 e quais seriam as prioridades para a região.


Para Taniguchi, seja qual for o caminho para a construção do futuro da mobilidade de Cascavel, o planejamento deve considerar um sistema sustentável, estruturado no "tripé de desenvolvimento", que é pautado na integração entre o uso e a ocupação do solo, o transporte público e o sistema viário.

Homem em pé falando no microfone à direita. À esquerda, tela verde com a palavra "Planejamento" em  destaque.
Em sua apresentação, Gustavo defendeu que o planejamento é fundamental para um futuro melhor. | Foto: Codesc

“Nesse sentido, a palavra-chave para o futuro é o planejamento, envolvendo diferentes meios para locomoção e diminuição da frota de veículos individuais nas cidades”, afirmou.

Taniguchi reforça que as propostas devem considerar os incentivos ao uso do transporte público e, principalmente, de modais ativos, como as bicicletas e a caminhabilidade nos espaços urbanos.


Por fim, declarou que as cidades do futuro precisam, antes de tudo, ser agradáveis, seguras e funcionais para seus moradores. Assim como em qualquer outro projeto urbanístico, as soluções da mobilidade são alcançadas pela construção coletiva de ideias, com a efetiva participação do poder público, dos técnicos e da sociedade que compõem os municípios da região.



*Para mais informações sobre o evento, acesse o site do Codesc: https://cascaveldofuturo.com.br/

ความคิดเห็น


bottom of page