Buscar
  • Paulo Grein

Reunião em Londrina engaja sociedade organizada em torno do Plano da Metrópole Paraná Norte

Diversos agentes locais e representantes das prefeituras da região estiveram presentes discutindo questões importantes para a região


Visando buscar maior engajamento dos representantes locais que possam contribuir efetivamente para a construção da visão de futuro do Norte do Paraná, a Agência Terra Roxa e o Consórcio Cobrape-Urbtec, responsável pela elaboração do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte, estiveram reunidos no dia 22 de fevereiro, na Associação Comercial e Industrial de Londrina.

Participaram da reunião, além de representantes da Agência Terra Roxa e do Consórcio Coprape-Urbtec, responsável pela elaboração do Plano, membros das prefeituras municipais de Londrina, Cambé, Jataizinho, Ibiporã, Rolândia, Apucarana e Maringá. Também estiveram presentes representantes de diversos órgãos públicos, universidades e empresas privadas de toda a região compreendida no Plano.

Segundo o arquiteto e urbanista Luiz Hayakawa, da equipe do consórcio responsável pelo Planejamento e Desenvolvimento Urbano do Plano da Metrópole Norte, a reunião foi bastante produtiva, devido ao alto nível dos participantes. “Houve muito interesse e muita discussão, o que tornou o evento muito produtivo. Muitas perguntas e sugestões importantes foram colocadas e o envolvimento dos presentes foi grande, já transparecendo a vontade em colaborar no processo de debates do Plano da Metrópole”, comemorou Hayakawa.

Entre as principais questões levantadas durante a reunião, a preocupação com a participação dos municípios menores foi considerada crucial para o sucesso do Plano. Para garantir essa participação, as cidades-polos teriam mais relevância em aglutinar e contribuir no chamamento, para não diminuir a representatividade dos mesmos. Houve também o alerta para que a dimensão socioeconômica tenha uma atenção especial no sentido de promover as atividades de inovação tecnológica e conhecimento. “A questão da inovação foi abordada pelos participantes e colocada como importante, pois alimenta a cadeia produtiva do saber e estimula o empreendedorismo”, apontou o urbanista. Também foi abordado o tema da logística ferroviária, onde o traçado da Ferrovia Norte Sul deverá ser considerado com atenção.

0 visualização

Av. João Gualberto, 1721, Curitiba, PR 80.030-001 | contato@urbtec.com.br | +55 41 3281-1900

 

  • Facebook Social Icon