Buscar
  • Paulo Grein

Realizada a Primeira Oficina Comunitária de Revisão do Plano Diretor de Araucária


Evento contou com participação maciça da comunidade da regional norte do município.



Foi realizada, na última quarta-feira (16/05), a primeira Oficina Comunitária de Revisão do Plano Diretor de Araucária. O evento, que foi realizado simultaneamente nas regiões norte e sul da cidade, é um importante instrumento de participação da população local no processo de revisão do Plano Diretor do município, pois são as oficinas comunitárias que possibilitam mostrar a cidade sob a ótica dos seus habitantes, seus problemas e suas qualidades, além dos conflitos entre os diversos segmentos da sociedade.

Para o diretor de Planejamento Urbano de Araucária, Lauri Anderson Lenz, a realização da oficina comunitária é fundamental no processo de revisão do Plano Diretor do município. “Pretendemos analisar como é a relação dos cidadãos com o município, com os equipamentos públicos e até mesmo com Curitiba, uma vez que a carência do nosso município pode fazê-los buscarem serviços na capital”, afirmou o urbanista, enfatizando a situação de carência que aflige a comunidade da região. “As maiores ocupações irregulares do Estado atualmente estão localizadas justamente nessa região de Araucária, portanto é uma região bastante carente”, completou.

A comunidade compareceu em massa para discutir o futuro do município. No total, quase 100 pessoas estiveram presentes no Centro de Artes e Esportes Unificado - CEU com muita disposição para levantar e discutir os principais pontos positivos e negativos da cidade. O pedreiro Jorge Fernandes, de 37 anos, era um deles. “Espero por melhorias para todo o povo em todos os aspectos, principalmente na saúde, educação e no bem estar geral da população”. Para ele, e região está passando por melhorias, mas ainda falta bastante para chegar ao ideal. “Entre todos os fatores, acredito que a saúde é o setor que precisa de mais melhorias”, apontou.

Os participantes foram divididos em grupos e estimulados a discutir os pontos positivos e negativos em quatro setores diferentes: moradia, água, luz e esgoto; lazer, cultura e meio ambiente; emprego, renda e qualidade de vida; rua, ônibus, ciclovia e calçada acessível. Segundo a psicóloga Lissandra Cristina Fieltz, “o produto final desse processo vai alimentar o processo de revisão do Plano Diretor de Araucária com informações a respeito da situação atual em que se encontra a região”, finalizou.

47 visualizações

Av. João Gualberto, 1721, Curitiba, PR 80.030-001 | contato@urbtec.com.br | +55 41 3281-1900

 

  • Facebook Social Icon